19 abril 2009

Na primeira vez...


Se fosse só sentir saudade,mas tem sempre algo mais...Me lembro quando tinha 6 anos de idade,meu irmão me apresentou ao “Legião Urbana”,ele escutava a música “Faroeste caboclo o dia inteiro,então virei uma fã do João do Santo Cristo,era estranho mas eu trocava qualquer coisa para ler a revista show biss e assistir os shows do Legião em fitas cassetes,as meninas amavam Sandy & Junior e eu queria ter um caso de amor com o Renato Russo,mamãe costumava dizer que eu tinha fixação por defuntos,porque Cazuza e Raulzito também faziam parte do meu dia.




Um único show do Legião aconteceu em Salvador,mas D. Flor não tinha tamanho para ir.O Clube Baiano de Tênis ferveu naquele ano .Só ficaram discos,cds,fitas antigas,matérias longas de revista,livros...Em 1996,em uma primavera de outubro meus amiguinhos da escola brincavam,as gurias paqueravam,e eu chorava a morte Renato Russo.Esse cara conseguiu meus respeitos,sentimentos depressivos falavam mais que argumentos politicamente corretos.Aquelas batidas na parede por ter cometido uma besteira era sempre acompanhada por mais do mesmo e tantas outras.O cérebro sempre fechado,toc toc neste caso não adiantava muito,a porta é trancada,e a chave um dragão de 9 cabeças engoliu.




Se fosse para pedir amor neste momento,um abraço sincero e menos nojento seria bem vindo,fora as filhas da mãe que fingem me amar,sobraram duas ou três figuras especiais que não me odeiam.Mania de perseguição? NÃO,NÃO,o fato é que o social não me ama.Passei por Clarisse,fui Leila,Natália,mas só ficou “Os Anjos”...Essas meias sinceridades,sempre metade.Estranho é como alguém fala com você,sorrir,desconversa,então acabei aprendendo que o amor de verdade não existe sexo contido,e que os amigos são uma extensão do amor,alguns,porque outros jogo no vaso sanitário e dou descarga.




Essa ideia de que todos merecem perdão é uma droga.na curva do diabo o fim por fim não chegou,confesso que os vícios estão acabando...E que gritar no show de Capital Inicial “Procuramos independência acreditamos na distância entre nós me fez muito bem,nesse momento acabei de escolher um lado da moeda que me faz bem...

13 marteladas:

exoticlic.com disse...

hehe então vc ja teve um amor platonico!

Bella disse...

Também adoro as músicas do Legião e não tive oportunidade de ir ao show deles aqui em Salvador. Mas paixão mesmo tive (e ainda tenho) por Cazuza e pude vê-lo de pertinho no camarim do TCA depois do show do Barão. Ele tinha pele de bunda de bebê...lindo demais. Mas o que era essa beleza toda diante de tanta poesia? Tão fantásticos...tão incrivelmente inteligentes e sensíveis que permanecem vivos...como se fossem eternos.
Adorei seu blog (e o texto sobre a Bahia).
Estou na sua cola ;)

malvada-online.com disse...

tem coisas que marcam a gente eu nunca curti legão mas assim como vc me diferencio dos d+ desde criança.

Bruna Bianconi disse...

ah o legião, nem tem como expressar.

bee. disse...

ownt *-* sempre abro uns sorrisos lendo seu blog. tudo tão delicado e mesmo assim você consegue se expressar bem :') e como você disse ali no fim, realmente não é todo mundo que merece perdão, mas enfim, todo mundo sempre vai achar alguém que mereça ser perdoado, uma, duas, quantas vezes for preciso. aposto que você merece ;) beijo :* tá lindo aqui

MaybeRed! disse...

oooi
parabéns pelo blog, muito bom msm!
e jah tah linkada lah no TPM³ ;)

beeeijos tepeêmicos =*

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil! - disse...

VejaBlog
Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil!
http://www.vejablog.com.br

Parabéns pelo seu Blog!!!

Você está fazendo parte da maior e melhor
seleção de Blogs/Sites do País!!!
- Só Sites e Blogs Premiados -
Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre
os melhores e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!

O seu link encontra-se no item: Blog

http://www.vejablog.com.br/blog

- Os links encontram-se rigorosamente
em ordem alfabética -

Pegue nosso selo em:
http://www.vejablog.com.br/selo


Um forte abraço,
Dário Dutra

http://www.vejablog.com.br
....................................................................

Maíra disse...

Não curto tanto Legião, apenas umas músicas. Mas adoro Cazuza. Pura poesia.

Beijão!

Fernanda Rodrigues disse...

Jura que sua mãe dizia que você tinha uma "quedinha" pelos mortos? É aquela veeelha história de "quem um dia irá dizer que existe razão para as coisas feitas pelo coração?".
O Renato merece, de fato, todo o respeito do mundo. O Cazuza então, nossa... nem se fala.
Parabéns pelo blog, viu?

Thiago Augusto disse...

Oi Flor, eu tbm fui apresentado ao Legião bem cedo. Meu tio era fã demais. e eu escutava todos os Lp's que ele tinha do Legião dançando mto com ele. Meu tio disse a minha mãe que "eu nunca esqueceria esses momentos com ele". em 96, quando o Renato se foi, eu fiquei abraçado com ele que chorava demais..dois anos depois eu chorei a ida do meu tio..então a ligação com o Legião tem um tempero a mais em mim..ele me deixou LP's do Raul e de Cazuza tbm..virei fã de todos eles! Todos seus post's são mto interessantes, mas esse mexeu muito comigo pelo assunto que abordou, pois eu me vi um pouco dentro desse post...parabéns viu!!

Amanda disse...

Faroeste Caboclo me faz lembrar algumas histórias da minha vida...

Dayara disse...

Gostei muuuitissimo do seu blog, e aproveitei pra linkar vc! BEIJOS

Xistuo Blog disse...

gostei da trilha sonora do Blog ..!!!!!
bom gosto =)