26 agosto 2009

Pancadão

A única vez que desejei ser um homem na minha vida foi quando vi meu irmão escrever o nome dele mijando.Para conquistar precisamos de justificativas,então essa noite eu tive um sonho de sonhadora,maluca que sou ,sonhei com o dia em que homens deixariam de espancar mulheres.Quando era menina,pensava que seria complicado me casar ou conviver com um homem,então planeava meticulosamente maneiras de me livrar do primata,comer bastante cebola e 2 pizzas de alho estava nos planos,soltaria um bom PUM,tipo aquela bomba de fedor ao cubo,e espantaria o cara,pensamento besta,acreditava que homens eram inimigos( ainda acredito um pouco) e que ninguém me forçaria a casar e ter filhos.Sim mainha deixou esta mulher assistir filmes medievais demais.

Os jornais só falaram muito do monstro da Áustria que comeu e engravidou a filha e a fez de prisioneira,mas hoje quero falar de monstros domésticos .Dói um tapinha não dói,um tapinha não dói,um tapinha não dói,só um tapinha.Você já apanhou?Não estou falando de tapas no bumbum na hora da sacanagem, mas sim de violência não autorizada. Entrevistei há tempos atrás uma senhorinha de 69 anos que era espancada pelo seu filho, o safado ficava com toda a aposentadoria da mãe, e dava socos no seu rosto, perguntei por que ela consentia tal situação. Ela disse:

“- É meu filho moça.O que posso fazer?

Além da violência física existem também aquelas bizarras palavras que temos de escutar ao passear pela rua, GOSTOSA, os macaquinhos realmente acham que as mulheres gostam de escutar essas “delicadeza”, é um absurdo total. O que faz esse filho bater nessa mãe?Uma mistura perigosa de carinho, amor, pancadaria, desejo, ciúmes e incesto ?Precisamos de um sistema jurídico que acabe com esse tipo de situação, chega de ementas, todo cidadão deveria decorar o código civil e utiliza-lo no dia a dia. No entanto é bem mais fácil abrir as pernas e adotar o creu como filosofia de vida. Vejo maridos violentando esposas e filhos (as) e a justiça dando ganho de causa a violência. O gibi tem o seguinte conteúdo:
“Meu amor se você voltar para mim, eu não vou nunca mais agir assim, vou fazer tudo que você quiser meu bem, e te amar, como nunca amei ninguém. Sei que fiz tudo errado, mas foi sem querer, nunca passou por minha cabeça espancar você, às vezes a gente não percebe e erra sem querer,tente entender ,não queria te bater”

Próxima semana acontece à mesma coisa, na outra semana ele te bate novamente, é um ciclo, porque amamos o cara e achamos que isso vai acabar, mas não acaba ,você tem um maníaco que adora brincar de cabra cega, e te bate todos os dias, coloca-lo no boxe não resolve, porque é divertido sentir “PODER”, a vitima chorando, ele é o controlador, e tu o carrinho socado contra a parede. Se questione os sete dias de qualquer miserável semana se vale a pena ser vitima?É sim?Boa sorte. Mas se for NÃO, tenha coragem e chute esse bosta que não te ama, e pare já de ser a gaveta de espermas dele e treinamento físico. Prepare-se para guerra.

Dedico essas palavras a Joseane Oliveira Leite

7 marteladas:

R.Vinicius disse...

Oi.

É triste perceber tais coisas; o animal é mais amável que muitos homens. Parabéns pelo texto!

_Gio_ disse...

Infelizmente, é verdade...

Nem só de Dan's Stulbach's com raquete é composto o homem. Porém, existem muitos deles por aí, e muitas versões femininas também (embora o tipo de agressão/ameaça usado por elas tenda a ser outro).

Pais abusando de filhos, filhos abusando de pais, parentes molestando menores em festas de família, mães seduzindo filhos e ameaçando contar aos pais. São coisas que a gente deveria rir, e chamar de absurdos... Mas não, é a vida real.


Só discordo quanto à parte do "Gostosa!". Não é que a mulher não goste, mas ela pensa que deve não gostar. Demonstra repúdio na hora, mas o se subconsciente massageia seu ego, e ela se sente melhor. Dito por uma mulher:

"O dia em que você passar por uma obra, e não ouvir nada, sua carreira está acabada."

Continuo achando coisa de ogro, mas não dá pra negar esse fator hauhauhauauha

Bjo!

Sergio disse...

Claro q tem escrotos (e escrotas) de tudo q é tipo, mas não é mais NUNCA esse tipo de homem que se deve idealizar.

Poxa, tanto sapo, desde girininho, romântico e louco pra virar principe... Daí que vem o 1º passo em falso da maioria das mulheres, querem o sua alteza já pronta pra usar! Aí o que conseguem? Aquele BEM misógino machistinha féla da porta que mamãe mimou cheio de vontade...

Jamais se esqueça q, via de regra, é mamãe q cria o futuro machão misógino abusado.

Tira essa onda da cabeça sobre nós home q serás muito feliz com quem escolher.

Pois é! E a intuição feminina, não conta?

Andreza Canto disse...

Oi queridinha... tudo bem?
Adorei o seu blog..
Tenho uma tia que o marido dela batia nela, quando estavamos morando na mesma cidade ela se sentia tranquila, como ele era piloto de aviao tiveram que se mudar, quando nos falamos com ela pela ultima vez, eles haviam se separado, ela se matriculou na facul de direito e ele foi embora para o RJ.
Tipo ela acordou pra vida e deu um basta, hoje em dia ela esta muito bem, seria muito bom se a maioria das mulheres tambem fizessem isso, muitas vezes essas mulheres que sao espancadas, sao aquelas que dependem do marido e por medo de nao ter como sustentar os filhos acabam aceitando essa situação, ou ate mesmo pela comodidade q o marido dá. Infelizmente a realidade e essa.
beijos moça...

adenilson disse...

q ótimo texto.
envolvente e inteligente.
primeira vez aki
só tenho elogios
mto bom e epsero vir mais vezes.
xD~
abraços
linda quinta.
até q enfim chegou o dia do enterro do michael . ..
o renato gaucho caiu, falta o time.Cucair e
o senado tá a mesma...palhaçada
enfim...

Sapa disse...

Nossa Sergio a intuição feminina é falha,não acredito muito,por isso é melhor não confiar em nadaa,coisas assim acabam acontecendo,e como as decepções e violências acabam ocorrendo,é melhor aprender a se defenderr...
Beijão.

Sapa disse...

Gio,rir muito com seu comentário,queria que fosse mulher por um dia,acho que odiaria certos constrangimentos.

bjo.